15 dezembro 2011

Trabalho Formigueiros e vazios humanos


Trabalho realizado pelos seguintes alunos:
Vasco
Francisca
Gabriel

14 dezembro 2011

A explicação da crise...


A crise que atinge o nosso país, mas também todo o mundo remonta a 2008. O documentário, que ganhou um Óscar, mostra de uma forma clara, sem margens para grandes dúvidas, os grandes responsáveis pela crise. O fim da Guerra Fria e o início de uma economia liberal desenfreada, conduziu a uma série de políticas que afastaram os Estados da regulamentação da economia. A desregulamentação e os epeculadores acabaram por criar uma série de mecanismos que permitiram aumentar exponencialmente os seus rendimentos.

Importante para todos os alunos, mas sobretudo para os que frequentam a disciplina de Geografia C.

Propostas de leitura para o Natal

Para quem gosta de viajar e deseja conhecer novas geografias, proponho para este Natal a leitura de alguns livros que nos transportam para lugares e realidades muito distantes, sem termos que sair de nossa casa. Numa altura de crise, nada melhor do que viajar sem gastar dinheiro. Para isso, basta dirigires-te à biblioteca e requisitar alguns livros do Gonçalo Cadilhe que a seguir te apresento.








100 anos do primeiro Homem na Antártida


Nesta quarta-feira comemora-se o centenário da primeira expedição ao Polo Sul. Em 14 de dezembro de 1911, o explorador norueguês Roald Amundsen ganhou a corrida até o extremo sul do globo, num duelo dramático com o aventureiro britânico Robert Scott, e tornou-se o primeiro homem a chegar ao Polo Sul.
Amundsen e os quatro membros da sua equipa foram os primeiros a cravar uma bandeira no extremo sul do globo. Um mês depois, o britânico Scott alcançou o local. Foi a vitória do escandinavo pragmático sobre o oficial da marinha inglesa. Ambos sonhavam com conquistas: o norueguês cobiçava o Norte, e o inglês, o Sul. "Não conheço nenhum homem que tenha estado um dia num lugar tão diametralmente oposto ao seu objeto de desejo como eu estava naquele momento", escreveu Amundsen, sobre a sua façanha.
De fato, foram as circunstâncias que o levaram à Antártida. Em plenos preparativos para se dirigir ao Polo Norte, soube que os americanos Robert Peary e Frederick Cook haviam anunciado, cada um por sua vez, terem conquistado o Norte. Eram informações e declarações muito controversas, mas convenceram-no a buscar um outro horizonte.
Em agosto de 1910, dirigiu-se ao sul às escondidas. Só em outubro, Scott leu um telegrama, na Austrália: "Tomo a liberdade de lhe informar que Fram dirige-se à Antártida. Amundsen". O "Fram" era o veleiro da expedição. Os britânicos, que fizeram da conquista do polo uma questão de honra, sentiram-se desafiados. A corrida tinha então começado.
via: TerraBrasil (adaptado)